Facebook Pixel

“Elixir do Amor”

Co-produção da Klassikus com o Centro Cultural da Malaposta

| A Companhia Klassikus é já conhecida pelas suas peças de teatro diferentes.
“Elixir do Amor”Com Fernando Gomes ao leme, este grupo é já uma referência nos espectáculos apresentados pelo Centro Cultural da Malaposta, tendo nos últimos tempos realizado co-produções que incluem também artistas desta casa que respira cultura.
Exemplos de peças de teatro que passaram pela Malaposta pela mão da Klassikus, são “Du Bocage in Love”, “Zé do Telhado” e “Rosa Enjeitada”.

Desta vez, Fernando Gomes inspirou-se na sobejamente conhecida ópera de Donizetti para realizar mais um imperdível espectáculo de nome “Elixir do Amor”. Esta é sem dúvida uma deliciosa comédia, onde é impossível não sorrir ou mesmo rir à gargalhada, com as hipérboles e as figuras algo burlescas sempre com alguma crítica social à mistura.

A acção situa-se no ano de 1943, numa pequena aldeia italiana, e conta a história de amor entre dois jovens de classes sociais diferentes: Nemorino um rapaz do campo, ingénuo, tímido e sensível e Adina, uma rapariga atrevida, coquette e sofisticada, que regressa à aldeia que a viu nascer, depois de ter estado a estudar em Paris.

Perdido de amores pela encantadora Adina, Nemorino tem esperança de ser correspondido, mas Adina não se apercebe, pelo menos a princípio, dos sentimentos que o jovem tenta revelar.
Para atrapalhar ainda mais a vida de Nemorino, eis que aparece inesperadamente o Sargento Belcor com quem Adina vai flirtar, fazendo o coração do amado Nemorino ainda ficar em mais aflicções.

“Elixir do Amor”Entretanto aparece na aldeia o Doutor Dulcamara que com a sua poção mágica, afirma ter a cura para todas as maleitas, até as do coração. Supostamente o milagroso elixir faz com que entrevados andem, alivia os asmáticos, os asfixiados, os apopléticos, os histéricos e os diabéticos e claro, o mal de amor.

Os habitantes começam todos eles a ficar muito entusiasmados com tremendo remédio. Nemorino não o fica menos, uma vez que vê ali a possibilidade de conquistar o coração de Adina que tanto deseja.

Para além das personagens retiradas da ópera de Donizetti, vamos poder ainda encontrar outros desta versão da Klassikus como: Gianeta, uma fogosa italiana cujo marido foi para a guerra e que procura a todo o custo encontrar um homem com quem possa satisfazer os seus desejos carnais; Rosina, ainda virgem que se apaixona pelo Soldado Torteloni, que acompanha o Sargento Belcor; o Padre Angelino que de repente vê a sua aldeia transformada num pandemónio; Tristano, o coveiro que à falta de mortos para enterrar, cultiva legumes no cemitério; a pequena Sofia, sua filha que quando for grande sonha ter a profissão do pai; os camponeses Pietro e Gianni, o velho Contadine, a Freira Silvana e Giusepe, o mordomo incansável de Adina.

No elenco podemos contar com actores de luxo como Diogo Morgado, Elsa Galvão, Manuel Coelho, Isabel Ribas, Jorge Estreia, Luís Pacheco, Rui Raposo, Jan Gomes, Ana Landum, Rafaela Estreia, Hélder Carlos e Margarida Nunes. A Direcção Musical fica a cargo de João Paulo Soares.

De salientar nesta peça de teatro, o grande intimismo entre os actores que transformam o espectáculo num bom momento bem passado.

“O Elixir do Amor” estreia hoje pelas 21H30, no Centro Cultural da Malaposta.

Para mais informações acerca dos espectáculos, poderá também consultar a página da Malaposta.

Instagram
Copiar ligação