ADORA Mediação Imobiliária
Visitar Goste da página Facebook CONTACTAR...

Moda Espectáculo, O Último dia de ModaLisboa “Kiss”

ModaLisboa F/W 2016/17

No último dia, a ModaLisboa entrou no Ginásio da Marinha Portuguesa e lançou a bola à colecção de Kolovrat.
Com o estilo irreverente que caracteriza esta estilista, o desfile teve início com um jogo de basquetebol que abriu a curiosidade às propostas para o Outono/Inverno da colecção intitulada “Your Favourite Team is Playing”, uma mistura de texturas que vão da lã e do burel trabalhados em macramé à seda, lã e caxemira, com tons neutros como o preto e os castanhos a contrastar com a força dos tons amarelo e azul.

[button-yellow url=”https://www.jornaldinamo.com/galeria-2016-jornal-dinamo/modalisboa-fw-201617-dia-3/” target=”_blank” position=”center”]FOTORREPORTAGEM[/button-yellow]

Filipe FaiscaA provar que moda é, também, espectáculo Filipe Faísca trouxe momentos animados à passerelle da ModaLisboa.
Na apresentação da sua colecção “New Age”, Faísca trouxe Manuela Moura Guedes de volta aos desfiles para animar a plateia.
O criador olha para a moda “como uma festa, como deve ser sempre o acto de vestir. Vestir com alegria mesmo para trabalhar, com algo que desconcerte quem se cruza connosco”, afirma.
O mote “New Age” é aproveitado por Faísca para sublinhar uma era de “não-tempo e não idade, onde uma manequim com mais de 60 anos abre o desfile com um vestido que podia ser usado por uma adolescente de 15 anos” e acrescenta que “Portugal é um país velho que acha que o velho não existe, esquecendo a sua tradição de artesanato riquíssimo e de rendas maravilhosas que são alta-costura”.
Filipe FaiscaFoi a pensar em recuperar este passado que Filipe Faísca reciclou rendas centenárias, misturando-as com objectos high-tech numa mistura entre passado e presente. Sem a exuberância de cores, os tons mantêm-se neutros com misturas de preto, branco, lima e areia, mas sempre com apontamentos que fazem destacar a elegância e as saias curtas e ousadas, misturadas com transparências, rendas, naperons, lã, algodão, mouton race, seda e viscose. Numa altura em que as “marcas estrangeiras invadem a Avenida da Liberdade e lança para os subúrbios os criadores portugueses”, Faísca considera que há um “longo caminho a conquistar para defender a nossa identidade” que a ModaLisboa tem ajudado a alcançar.

Numa linha mais minimalista, a colecção de AwayToMars é o resultado da colaboração de mais de 400 designers enviados por pessoas de 67 países para formar uma proposta criativa colectiva.
Com elementos clean, cortes rectos e cores homogéneas de tons pedra e metal, o resultado é o design ao serviço do conforto e de um estilo descontraído.
Nadir Tati voltou com peças inspiradas na cultura africana de linhas simples e fluídas e Piotr Drzal apostou na elegância do streetwear com tons de cinza, branco e preto a dominar toda a colecção.

Catarina Sequeira, com a marca “SayMyName” que criou, trouxe à ModaLisboa “os cabos eléctricos e as linhas que eles criam quando olhamos para eles na rua”.
A designer de moda portuense caracteriza esta colecção como sendo “mais comercial, mais básica ao nível da silhueta, mas com uma brincadeira com pinças gigantes aplicadas nas peças e com mais sobreposições com casacos e sobretudos, inspirações no estilo colegial e muitos godés”.
É no fundo uma colecção confortável para o dia-a-dia mantendo sempre um estilo único.

Dino AlvesNuma verdadeira marcha imperial, Dino Alves propõe para a estação fria de 2016 uma mistura entre realeza e povo.
O estilista explica que “ironicamente numa altura de crise económica e de valores morais, a inspiração surgiu num universo com alguma elegância, parecendo faustoso com camisas de lados e peças aprumadas que vai depois descambar para um ar mais negligé e trash com peças em neoprene, mais oversize e casual”.
O que Dino Alves quis transmitir com esta colecção é o facto do “valor das pessoas não estar na riqueza ou nas pedras preciosas que possuem, mas sim na nobreza do seu carácter e na riqueza das suas atitudes”.
A colecção “Novos Reis” recorre a materiais como lã, algodão, neoprene, linho, tecido de chita, viscose e alguns detalhes em seda.

Luís Carvalho encerrou os desfiles da ModaLisboa 2016 com a sua proposta inspirada no frio nórdico e nas formas de gelo e cristais com o branco, rosa, cinzas, beringelas e preto a predominar na paleta de cores utilizada, fazendo as despedidas da edição “Kiss” de mais um evento com grande afluência de público e muita criatividade.

Seria impossível olhar para esta 25ª edição da ModaLisboa sem fazer uma retrospectiva da história e do impacto do evento na alta-costura portuguesa e na vida cultural e social de Lisboa e do país.
JD_ModaLisboaKiss16__ANA5319Eduarda Abbondanza, presidente da Associação ModaLisboa, sublinhou o papel que o evento teve ao longo destes 25 anos na “sua interferência na cidade. Quando começámos a cidade estava muito fechada e a nossa intervenção fez com que os lisboetas conhecessem um museu que existia há anos e ninguém conhecia, que foi o Museu da Cidade” e acrescenta que a ModaLisboa abriu, também, “a Faculdade de Ciências no Príncipe Real depois do incêndio e de estar fechada durante anos, permitindo que o Pavilhão de Portugal fosse usufruído por tantas pessoas depois da Expo’98, assim como a Torre Vasco da Gama ou a Cordoaria. Descobrimos muitos spots e tornámo-los viáveis a muitos que se seguiram a nós”, conclui Eduarda Abbondanza.

A Associação ModaLisboa que criou a primeira “Concept Store” de Moda em Portugal, o primeiro concurso de Design de Moda, com a criação do “Sangue Novo” que vai já na 6ª edição, e que lançou o “Fashion Art Festival”, foi crescendo com a cidade e fazendo crescer a moda em Portugal, dando espaço aos criadores para se mostrarem e evoluírem.
Para breve ficam ainda prometidas algumas surpresas, como a deslocação da ModaLisboa para um “espaço que a faça crescer e que crie novos desafios”. Eduarda Abbondanza refere que este novo espaço “já estava pensado para esta edição, mas teve de ser adiado”, deixando a porta aberta para novidades que podem surgir já na próxima edição de mais uma ModaLisboa.

[button-yellow url=”https://www.jornaldinamo.com/galeria-2016-jornal-dinamo/modalisboa-fw-201617-dia-3/” target=”_blank” position=”center”]FOTORREPORTAGEM[/button-yellow]

Fonte: Raquel Moreira.
Fotos: Ana Grangeia Neves.

A sua avaliação
0 (0 votes)
Ser Biológico

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Instagram